Sónia Moreira

Widget Image
Widget Image

Como médica e mãe criei este espaço de partilha de informação e de experiências. Ora mais formal, com referências bibliográficas científicas fidedignas para manter os interessados sobre o tema o mais atualizados possível. Ora mais informal, mostrando o lado mais humano dos médicos e pondo a descoberto alguma da experiência que tenho adquirido nestas “areias movediças” que são a Maternidade.

Os protagonistas deste blog são o Pedro, o Pai e o Pirata, rafeiro que adotamos em Junho de 2015 sob o olhar atento desta Mãe/ Esposa/ Médica. Leiam, coloquem dúvidas e partilhem, prometo escrever sobre os mais variados temas que despertam naqueles que convivem com mais “Pedros”, “Pais” e “Piratas”.

Um dia mais mãe, outro dia mais médica!
Image Alt

Recém-mamãs/ Pós-parto de “carne e osso”: o que é normal?

 

Recém-mamãs/ Pós-parto de “carne e osso”: o que é normal?

Já aqui escrevi artigos dedicados a Mães Zombies, Enfermeiros, Mamãs… Hoje decidi escrever um artigo dedicado a todas as mães de “CARNE E OSSO”!

Lembram-se da Irina ShayK grávida? Eu recordo-me bem pois, em parte da gravidez dela eu também estava grávida. Nessa altura as minhas “antenas” acompanharam todas as demais grávidas famosas que estavam a passar por esse estado de graça. A menina dela terá nascido em Março de 2017 e cerca de 1 mês após eis que a revista Caras publica fotos da modelo em bikini.

Sim, em bikini.

Atrevo-me a questionar:  quantas de vós estavam preparadas para vestir um bikini um mês após o bebé estar cá fora?

Eu atrevo-me a dizer um valente NÃO!

E mais, na revista lê-se “a ex-namorada de Cristiano Ronaldo exibe a sua excelente forma num original colchão numa piscina, o que deixou os fãs, de certo modo, confusos. Alguns seguidores mostraram-se surpreendidos com a rapidez com que Irina recuperou a forma física, outros questionaram se a fotografia teria sido captada antes da gravidez. O que é certo é que, na legenda da foto, Irina Shayk escreveu: “Antes do pôr-do-sol. Situação atual””.

Mas se querem outros exemplos…

Vamos a exemplos nacionais.

O nome que entoa na cabeça de qualquer um é o exemplo de Carolina Patrocínio. Encontrei fotos dos seus abdominais uma semana após o parto. A revista Lux acrescenta “A apresentadora partilhou uma terna foto a beijar a filha recém nascida, Diana, em que salta à vista a barriga tonificada com os abdominais marcados.”.

 

Fonte: Lux.pt

 

Quem ler este artigo ainda pode acrescentar: será inveja? Dor de cotovelo? Um pouco sim… ADMITO. Quem me dera voltar à forma física que tinha antes de engravidar com esta rapidez. Não quero com isto, apontar-lhes o dedo como se fossem ET’s.

São umas sortudas, isso sim! Certamente, essa recuperação física foi muito à conta de acompanhamento especializado, que, convenhamos, a MAIORIA de nós NÃO TEM.

 

Mas prestemos atenção a outros exemplos mais reais: de “carne e osso”!

 

Esta semana deparei-me com fotos de capa da revista Mama de uma modelo sueca chamada Sofia Lindfors nas redes sociais, às quais não pude ficar indiferente. E para quem ainda não teve oportunidade de ver deixo aqui as fotos da modelo acompanhada das suas duas filhas de 6 e 1 ano de idade. Antes de engravidar a modelo pesava 50Kg. A sua primeira filha nasceu com um problema congénito da bexiga, sujeitando-a a inúmeras cirurgias. A modelo dedicou-se aos seus cuidados e à própria maternidade, “atrasando” a sua recuperação física. Decidiu expor em público através de fotos que publica regularmente na sua conta de instagram e duma entrevista que publicou na revista Mama as “marcas” das duas gravidezes.

São notórios alguns quilos a mais, estrias, flacidez, mas a modelo não demonstra “vergonha” nem preocupação com a sua imagem. Pelo contrário, decidiu expor-se dessa forma para encorajar as mães a deixarem de se sentir pressionadas pela sociedade a recuperar a forma física num abrir e fechar de olhos.

 

Fonte: https://tn.com.ar/

 

Infelizmente, a MAIORIA das mulheres não recupera em poucas semanas ou em meia dúzia de meses.

 

É um processo que pode demorar mais ou menos, dependendo de cada mulher. Isto é o NORMAL. Tiro o chapéu a esta modelo pela sua atitude, por assumir sem pudores, perante o mundo, que a recuperação física pós-parto não é um processo rápido nem fácil.

Vamos lá pensar um pouco, sem sequer aceder a qualquer ciência ou bibliografia.

Se a gravidez dura, em média, 9 meses… E se nesses 9 meses ocorrem mudanças tão rápidas e significativas no corpo da mulher… Não esperemos que a recuperação física seja inferior a esse tempo. E até podem existir mulheres que perdem rapidamente o peso aumentado, mas depois há as estrias, a flacidez… Tudo exige tempo!!!

E temos outros fatores a ter em conta nesta equação da recuperação física no pós-parto: a idade da mulher (não é igual ter uma gravidez aos 20, 30, nem 40), o nº de gravidezes (não é igual a recuperação física duma mulher que teve 1, 2, 4, 5 filhos), o intervalo entre gravidezes (não é igual a recuperação duma mulher cujo espaçamento entre gravidezes foi 1,2,3, 4, 5 anos)… E depois vem a própria maternidade… Ter um bebé sem suporte familiar não deixa tempo para ginásios, para personal trainers, corridas, zumbas, pilates, etc!

Nesta equação da recuperação física pós-parto não venha com CULPAS, com OBCESSÕES, com dietas loucas restritivas. A culpa é inimiga de qualquer recém mamã. Desfrute do bebé que tem e dê tempo ao tempo para tudo voltar ao sítio. Assuma sem pudores, tal como Sofia Lindfors fez, que é normal demorar a recuperar. Afinal de contas você é uma recém-mamã/ mamã de “CARNE E OSSO”, como é a MAIORIA!

E por aí como foi ou está a ser a recuperação pós-parto?

É uma mãe de “Carne e Osso”?

 

Obrigada por estarem desse lado

Subscrevam a newsletter sem qualquer custo e sigam-me nas redes sociais!

 

Referências bibliográficas:

(1) http://caras.sapo.pt/famosos/2017-04-19-Irina-Shayk-partilha-primeira-foto-em-biquini-apos-o-nascimento-da-filha, acesso a 11 de Julho de 2018

(2) http://www.lux.iol.pt/nacional/barriga/uma-semana-depois-de-ser-mae-carolina-patrocinio-exibe-abdominais, acesso a 13 de Julho de 2018

(3) https://magg.pt/2018/07/10/viral-a-capa-de-revista-que-mostra-mesmo-o-corpo-feminino-depois-do-parto/, acesso a 11 de Julho de 2018

 

Comentários

  • Filipa Pinto
    13 Julho, 2018

    Adorei! Gostava de conseguir estar assim á vontade com o meu corpo… Acho fantástico e concordo plenamente que o mais importante é aproveitar o momento mágico de nascer um filho e o nosso corpo com tempo irá recuperar.

    Responder
  • Odete madureira
    14 Julho, 2018

    Muito bom,adorei😁😂😂

    Responder

Escrever comentário